Que Fiz Eu Para Merecer Isto?

Mantendo a mente aberta, saindo do conceito tradicional e iniciando uma nova mutação, esse humilde cinéfilo volto a escrever sobre produções do cinema internacional.


Nada como começar por um dos diretores que mais aprecio: Pedro Almodóvar. Ame ou odeie o estilo do diretor, ele possui personalidade suficiente para mexer com a realidade, a sanidade e a cultura das pessoas.


Palmas para o eterno parceiro de Antonio Banderas. Seja ele falando de travestis, homossexuais ou matadores, ele é, na minha visão, um gênio.









Como definir o estilo cinematográfico de Pedro Almodóvar? Será que alguém consegue dizer e garantir que seus filmes são apenas sobre cores, homossexuais e bizarrices? Creio que não, visto que essas seriam definições muitos simples para resumir o padrão do cineasta espanhol.


Depois de assistir a um filme decepcionante hoje ("Freelancers", com meu ídolo De Niro) senti que era chegada a hora de conhecer um trabalho menos conhecido do diretor de "Tudo Sobre Minha Mãe". 


"Que Fiz Eu Para Merecer Isto? caiu em minhas mãos por acaso, sem querer, e normalmente, isso pode ser uma boa coincidência e uma enorme alegria. Ao não saber nada sobre a obra fui com a expectativa zerada. Fiquei me questionando o motivo do filme praticamente ter passado em branco e ao terminar a obra continuo sem entender a falta de sucesso da película. Sem grandes investimentos o filme é redondinho, bem construído e possui, como todos os filmes do cineasta, ótimos diálogos.


Carmem Maura (outra parceria  de longa data do diretor) esta divina como Glória (matriarca da bagunçada família), dando força, tristeza e a densidade que a personagem solicitava. Além do ótimo trabalho do elenco - padrão nos filmes de Almodóvar - a fotografia: simples, porém inquietante merece aplausos e elogios.


Outro ponto que destaco em "Que Fiz Eu Para Merecer Isto" é a construção dos personagens. Aqui temos, como quase toda obra do cineasta, personagens "ficcionais" que poderiam claramente serem baseados em histórias veridicas. Prostitutas, vícios, traições, tudo que o diretor adora estão na obra. A solidão, de todos, é vivenciada ao extremo. O vazio interno de Glória é o símbolo do sentimento de praticamente todos os personagens. 


Um destaque para finalizar meus elogios a obra é o pequeno comercial que aparece no inicio da obra. Tem a cara de Pedro Almodóvar, porém, deixa a sensação se tivesse ocorrido num filme de Tim Burton seria totalmente semelhante.


A cena final, com muito simbolismo é perfeita. Muitas pessoas se vão, muitas ficam, entretando a solidão, individual é uma coisa única. A fotografia, nessa cena foi espetacular e me lembrou muitos os filmes nacionais.


O roteiro, doloroso, sofrido e angustiante, mostrava que o mestre estava no caminho certo, desde cedo.


Parabéns Pedro Almodóvar.
  

Sinopse - Gloria é dona de casa. Não tem um minuto livre: mora numa casa com 40m2 onde, além dela vivem, o marido, a sogra, dois filhos: um traficante de heroína, outro homosexual, e um lagarto. Gloria não é uma mulher feliz. Entre ela e o marido existe um profundo vazio, assombrando pela recente paixão do marido por uma cantora alemã.




Filme: 4 pipocas
1 pipoca - péssimo
2 pipocas - ruim
3 pipocas - razoável/regular
4 pipocas - bom
5 pipocas - ótimo

18 comentários:

! Marcelo Cândido ! disse...

Estilo único!

Celo Silva disse...

Gosto dos filmes de Almodovar, mas não vi, embora já tenha ouvido falar bem. Abração.

Rodrigo Mendes disse...

É muito engraçado e comovente a interpretação de Carmen Maura.

Almodóvar, nada mais espanhol, no auge da criação, adoro!

Abs.

Cristina Lira disse...

Únicos!!!


Bjss e semana abençoada!

Amanda Aouad disse...

Dolorido mesmo, ao mesmo tempo em que traz um tom cômico. Vi esse filme na pós-graduação, o professor o utilizou como exemplo de bom uso de música no cinema, que de fato é, até pela forma como coloca a personagem de Carmem Maura.

abraços

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Um comédia de arrepiar... irreverente e divertida.

O Falcão Maltês

Bússola do Terror disse...

Concordo com tudo o que você disse sobre o Pedro Almodóvar.

Az disse...

E aí, meu velho. Pô, acabei apagando seu comentário, sem querer, no filme "A Palavra". Mas, eu ia responder que é bem isso, o filme traz várias interpretações. Eu, por exemplo, tive uma primeira impressão não muito boa, mas depois de ler outras opiniões, cedi um pouco e vi que realmente fazia sentido outras interpretações. Se quiser ver, eu recomendo! E desculpa por ter apagado sem querer...
abraço!

366filmesdeaz.blogspot.com.br

Iza disse...

As cores de Almadóvar! Ai adoro o estilo desse diretor, mas confesso que nunca assisti um filme por ele dirigido. Minha mãe é fã número um dele, já eu, sou mais Tarantino.
Abraços!

renatocinema disse...

Amiga.....assista urgente qualquer um do mestre espanhol. Eu recomendaria: Tudo Sobre Minha Mãe, porém, qualquer um vale a pena. Até o livro dele, Fogo Nas Entranhas, é muito bom.

Fábio Henrique Carmo disse...

Bem, eu faço parte dos que detestam Almodovar, na minha opinião apenas um pretensioso. Abraço, Renato!

Lorde Canhoto disse...

Com uma critica tão conduntente como a sua . vou assistir com certeza . além do mais Almadóvar é nota 10.

voy a divertir mucho, un abrazo !

Renato Hemesath disse...

Perfeito, Renato! uma autêntica homenagem descrita por você, tanto ao diretor como a esta obra realmente não tão comentada quanto deveria. Lembro-me que a assisti há mais de dois anos atrás, não me recordo de muitas cenas, quero revê-la! E sim, o estilo do Almodovar expressa-se bem desde então.

Abraços, e boa semana!

J. BRUNO disse...

Este é um dos Almodóvar que eu nunca assisti Renato, na verdade eu tenho uma dívida bem grande com a primeira fase da filmografia dele. Pelas suas considerações percebo que ele deve ser bem mais interessante do que eu tinha imaginado.

http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2012/09/on-road-o-livro.html

Gilberto Carlos disse...

Adoro esse filme, como todos os outros do Almodóvar e também este título e as vezes também me pergunto: Que fiz eu para merecer isso?

Rubi disse...

Ainda não tive oportunidade pra assistir os filmes do Almodóvar. No entanto, pelas críticas positivas, e agora pelo seu excelente texto, não há mais o que esperar!

Abraços!

CineClubeMania disse...

Deem uma olhadinha do site www.cineclubemania.com.br
vendemos Dvd's clássicos, possuimos grandes títulos!
Esse mês todos os produtos do Almodovar estão em promocão devido o aniversário do diretor.

Ivete P. Santana disse...

Olá Renato..
Muito obrigada pela sua visita no meu blog.. adorei ler o seu comentário..
Um grande abraço