Arte e emoção em Quadrinhos



Aprendi ano passado, através do poema "Mude", de Edson Marques, que as vezes precisamos sair da zona de conforto, da rotina do dia a dia. É necessário abrirmos nosso leque de possibilidades.


Como estou num momento absurdamente insano na Universidade resolvi  mudar novamente. Ao invés de falar sobre cinema, irei publicar, o desenho do jovem Rafael de Souza Canuto, filho de uma amiga querida. O "artista" possui 13 anos e, a meu ver, demonstrou a emoção que a arte exige.


Na minha visão um desenho rico, inspirador e apaixonante. 

Acredito que minha amiga TSU, do site :  http://empadinhafrita.blogspot.com.br/ irá apreciar.

10 comentários:

Fábio Henrique Carmo disse...

O garoto tem talento. Precisa ser estimulado. Abraço!

! Marcelo Cândido ! disse...

Bacana a iniciativa...

Tsu disse...

Oi Renato.
Opa lógico que gostei! Interessante ver o trabalho do garoto..incentive-o porque tem potencial!
Mesmo que a Bienal se localize longe, é de fácil acesso sim. Sempre no terminal Barra Funda há busão fretado de graça para o evento..e era constante, muito bacana.
bjs

Celo Silva disse...

Como fã de desenhos, achei talentoso também.

Anônimo disse...

está com a mão afiada para a idade !!!

Nelson J Alves

Gabriel França disse...

Muito bom, esse garoto tem futuro!

http://monteolimpoblog.blogspot.com.br/

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Olá, parceiro, depois de umas pequenas férias, O FALCÃO MALTÊS está de volta, disposto a continuar celebrando sua paixão pelo cinema clássico.

Cumprimentos cinéfilos!

O Falcão Maltês

Rafael disse...

Ola, obrigado pelo post Renato! muito obrigado! agora eu estou com um blog, onde pretendo colocar alguns de meus desenhos,e falar sobre alguns de meus Hobbies (musica, cinema e etc) o link é esse ai fiquem a vontade para dar uma espiada:
http://rahfah.blogspot.com.br/
e obrigado a todos pelos elogios...

ROGER disse...

Bacana a iniciativa de divulgar e até obviamente com isso incentivar o jovem artista. Gostei dos desenhos dele e sei como o incentivo é importante em todas os aspectos de nossas vidas. No caso em questão, eu também gosto de desenhar.

Não sei se você leu minhas respostas aos seus comentários lá no meu blog. Então, como esse seu post trata de Hqs repetirei aqui minha resposta sobre o Alan Moore.

"Bem, depende do ponto de vista Renato. Antes eu era bastante radical com adaptações de livros e Hqs para cinema, mas agora eu entendo que são adaptações literalmente. Seria muito enfadonho para um produtor ou diretor fazer a mesma coisa que o autor original já fez pois as pessoas acabam tendo visões e ideias diferentes sobre uma mesma obra.

Será que nós não mudaríamos alguma coisa nos filmes, livros e revistas que gostamos?

Então aceito modificações contanto que a essência da história original permaneça. O importante é ser fiel a essência. Por outro lado, em alguns casos também é interessante a completa subversão de ideias. Acho que em certo sentido devemos ter a mente aberta.

No caso do Alan Moore, sem dúvida é um dos maiores e mais surpreendentes escritores. E eu gostei bastante de V de Vingança e Watchmen."

Felipe Junior Pereira disse...

Opa,bom dia,Sou da equipe detive-particular.com Olha eu aqui denovo,blog muito bom,sempre que dá passo por aqui,continua postando ai,quero ver isso aqui cada vez melhor,alguem ai sabe desse site http://www.rastreadorgps.org/ ? to querendo saber se é bom,dizem que rastrea carro,moto,pessoas até...alguem ja ouvir falar?abraços,bom trabalho ai com o blog que ta fera!