Machete




Machete – Em meus 34 anos de paixão cinematográfica, jamais passou pela minha cabeça ir ao cinema assistir um filme que tivesse Steven Seagal (“Marcado para a Morte”) como um dos protagonistas. Podem me considerar preconceituoso, mas, o acho um símbolo de tudo o que um ator profissional não pode fazer na carreira. Canastrão ao extremo e caricato, um “ator” da pior espécie, quase quarta categoria.


Entretanto quando fui apresentado ao trailer falso de “Machete” me encantei. Fiquei empolgado e desde então queria muito assistir a essa história trash dirigida por um dos grandes fãs do gênero Robert Rodrigues (série “Pequenos Espiões”).


Em 2010 meu coração bateu forte esperando essa junção de sangue, sensualidade, bizarrice, violência e loucura. Quando os trailers começaram o que era ansiedade se tornou desespero. Minha alma cinematográfica pedia por “Machete” mesmo sabendo da participação de Seagal (que tenho que assumir vive seu melhor papel, se é que isso é possível).


Que me perdoem, ou melhor, que se fodam os que não gostam de filmes de segunda ou terceira linha. O cinema, desde seu surgimento, possui espaço para todos os gêneros e nós, fãs de cinema, temos a obrigação de saber curtir essa mistura. Na minha mente o mais importante é saber qual era o objetivo ao se realizar determinada produção. No caso de “Machete” desde o inicio Rodriguez gritou ao mundo que sua obsessão era homenagear o trash, a sujeira, o limbo da sétima arte. Isso ele fez de forma absurdamente espetacular.


No filme estrelado por Danny Trejo (“Um Drink No Inferno”) temos um personagem feio como o “Shrek” beijando as mocinhas, ou seja, se dando bem. Nessa história não existem heróis ou vilões, todos querem o sucesso individual, seja ele qual for. Entre os pontos positivos e cenas espetaculares cito: a crucificação de um padre dentro da igreja, a famosa cena nua da atriz Jessica Alba, e os cinco primeiros minutos onde a morte é chamada na película e o sangue pinga no rosto do público.


O roteiro quer mostrar sangria desde o primeiro minuto e isso ele faz como poucos filmes; a história é criativa, cheia de loucura e com charme especial.


Dois pontos negativos, para não dizer que tudo são flores: a trilha sonora achei que poderia ser mais impactante, como nas obras de Quentin Tarantino (“Prova de Morte”); e a conclusão do personagem de Robert De Niro (“Touro Indomável”), final banal e sem sentido, após uma atuação apagada de um dos grandes ícones do cinema.
Se divirta com a participação de atores talentosos em personagens ricos de malicia, maldade, crueldade e sensualidade. Os atores, com participação, são diversos: Danny Trejo, Jessica Alba, Michelle Rodriguez, Steven Seagal, Lindsay Lohan, Cheech Marin, Don Johnson.


Quem gosta de ação não perca essa pequena obra de arte sanguinária; quem ama tramas diferentes, ousadas e criativas abram a mente “Machete” chegou.


Deixem filmes clássicos e dramas, que eu também aprecio para outro dia, hoje é dia de foder com o mexicano.


Sinopse - Ele parecia ser apenas mais um trabalhador das ruas e o bode expiatório perfeito para o assassinato de um político. Mas ele era Machete, um ex-Federal lendário dono de uma atitude mortal e as habilidades necessárias para corresponder.

Deixado para morrer após um confronto com o notório narcotraficante mexicano Torrez, Machete fugiu para o Texas para assim desaparecer e esquecer seu passado trágico. Mas o que ele lá encontra é uma teia de corrupção e trapaças, que deixa uma bala em um senador e faz de Machete um homem procurado.
Machete estabelece um plano para limpar seu nome e expor uma conspiração profunda.

Gravando um caminho de balas, sangue e corações partidos, a busca de Machete, em última instância o leva de volta a Torrez para uma batalha épica de vingança e redenção.

Ou como Machete diria: "Eles só f**** com o mexicano errado."

Filme: 4,5 pipocas


1 pipoca – péssimo
2 pipocas – ruim
3 pipocas – razóavel/regular
4 pipocas – bom
5 pipocas – imperdível

25 comentários:

Guará Matos disse...

Todos nós temos o(s) nosso(s) dia(s) de Steven Seagal, hahahaha!
Assisti alguns filmes com ele por conta da sua boa técnica de Aikido e Kempo, apnenas.

Abraços.

Hugo disse...

O trailer é a cara do cinema de Robert Rodriguez, sangue jorrando e os exageros de sempre nas cenas de ação.

Estava na hora de darem um papel principal para o sinistro Danny Trejo.

Tb estou curioso para assistir.

Abraço

Foose disse...

Não suporto Steven Seagal! Mas até que ele está bem aqui(e bem fora de forma também!)! Machete é maravilhoso, e éideal pra quem procura um bom filme de ação, repleto de bobagens, mas que estão ali pura e simplesmente para diversão. A genialidade de Robert Rodriguez, dentro do que ele se propõe, fica comprovada e estampada na tela. Machete é trash, é cult, é pop, mas, acima de tudo, coloca o dedo na ferida sobre quem está do lado de lá e de cá da fronteira EUA-México. Já nasceu clássico.

Belo texto amigo! Um grande abraço...

Amanda Aouad disse...

Estou super curiosa para ver esse filme, desde que vi o falso trailer. hehe. Tomara que chegue em Salvador. Adorei seu texto.

bjs

MOISÉS POETA disse...

Steven Seagal é mesmo um canastrão, muito embora seja um eximio mestre de artes marciais(foi o primeiro ocidental a montar um dojo de aikido no japão)
mas isso são outras ciências...

Descarto filmes com Seagal,Chuck Norris,e Van Damme.
mas como voce fez uma excelente critica a esse filme que ele participa , darei uma chance ao rapaz . hehehehehe

Grande Abraço , Renato !

Kivia Nascentes disse...

Eu vejo pouquissímos filmes do gênero. Mas as vezes até que algum me agrada, só que geralmente quando eu assisto é porque outra pessoa alugou, eu particularmente fico com a mão travada diante de filme assim, haushauhs.

Se tratando de Robert De Niro eu adoro, gosto muito dele como ator. Achei engraçado o papel dele em Stardust, tem nadaaaaaa a ver com ele!

beijos

Cristiano Contreiras disse...

Estou ansioso pra conferir este, ainda mais que muitos falam bem e eu tinha visto o falso trailer, daí a curiosidade foi forte.

Apesar de ser mais um que ODEIA Steven Seagal, o filme deve ter seus méritos com a participação dele.

E você, é claro, tinha que escolher a capa do filme com o Robert DeNiro, né? rs!

Como te disse, o ator decaiu bastante, mas ainda é um marco no cinema.

Abraço

James disse...

Estou louco pra conferir este logo!!

Rosane Marega disse...

Renato,então vou começar a colocar fotos feias, assim você vai gostar mais do que eu escrevo...rsrsrsrs
Adoro as suas visitas, me fazem tão bem, obrigada ta.
Beijossssssssss

Rosane Marega disse...

Renato, você sabia que, tem um ditado que diz assim: "Amizade boa é aquela que chega por acaso, depois você descobre que o acaso não existe e que aquela pessoa é muito importante, ela ja estava predestinada em sua caminhada...
Quem disse esse ditado?
essa é a parte mais legal... eu olhei para você e vi uma pessoa muito legal e de alguma forma eu quis te dizer,então, inventei que alguem disse esse ditado, mas quem o inventou fui eu."
Sou maluca NÉ... eu sei,mas quem não é...
Beijosssssssssss Renatooooo

! Marcelo Cândido ! disse...

Vou ver essa obra prima amanhã
!!!
haha
...

Acho que estou pronto para as bizarrices

Rosane Marega disse...

Renato,um de meus defeitos é ser curiosa...que acidente?
Tudo bem se não quiser dizer nada,mas é que você mencionou e ai, fiquei curiosa...
Beijossssss

Emmanuela disse...

O Seagal é muito tosco mesmo, quando soube que ele faria parte do elenco de "Machete", nem acreditei! Estou louca para conferir !

Quareesma disse...

posso confessar que não me senti atraída por esse filme?! '-'
(hi hi)

beijas, eterno-sorvete-de-flocos :*

Tô Ligado disse...

hahaha, tbm nao iria ao cinema assistir nenhum filme do "banhudo" (como diz minha irma). Mas somos sempre surpreendidos nao?

JhonSiller disse...

Acho que esse lance de ser bom vai depender bastante do papel...

Kivia Nascentes disse...

tem um selo pra você no meu blog (:

Agência PSD Designer Ltda. disse...

LEGAL TEU BLOG... TO SEGUINDO.. SEGUE-ME

LUCRE COM SEU BLOG:
www.psdesigner.com.br/entretenimentos

Seu blog é divulgado aqui após cadastrar-se

SIGA-NOS:
www.psddesigner.blogspot.com

OBRIGADO!
Marcos Roberto

Por que você faz poema? disse...

Não se pode ser extremamente xiita, cinema, antes de tudo, é entretenimento.

Renato Hemesath disse...

Exatamente, cinema de 3ª, 4ª, (...) 8ª linha, ainda é cinema e super concordo mesmo, são trabalhos que podem ser apreciados.

De um modo geral, não gosto de filmes de ação. Mas as vezes, me arrisco ;D

Um abraço!

Agência PSD Designer Ltda. disse...

Obrigado Renato por me seguir e pelo coments, concordo com vc da primeira impressão, também gostei muito do seu blog... Parabéns!

Wally disse...

Acho que Rodriguez costuma exagerar demais na dose trash de seus filmes, mas estou curioso por este.

Luiz Santiago disse...

Ri muito com o teu parágrafo de "foder com o mexicano". Hahahaha

Ótimo texto. E o interessante é que você tocou num ponto delicado da boa e autêntica cinefilia: bom cinéfilo consome de tudo e fodam-se os "SÓ PURISTAS".

Abraço, rapá!

Felipe Augusto disse...

Realmente,tenho que concordar que o steven seagal como ator é um excelente artista marcial, pois ele só sabe interpretar um único personagem,ele mesmo.Mas,não entrando muito no mérito da questão,eu que pratico Aikido pude perceber diversos elementos de sua filosofia no filme,como numa das lutas do mexicano,onde tudo o que ele faz é esquivar.Outro ponto marcante é o fato do Machete somente se defender quando atacado.Acredito que esses elementos devem muito ao seagal,de modo que sua presença no filme foi indispensável, mesmo que seu papel tenha sido tosco.
Meu blog:cultfilmes.blogspot.com

gabriel disse...

Esse é um dos (se não for o primeiro) filme que mais quero ver atualmente. Gosto bastante do que andam falando de Machete, adorei os trailers falsos e a sinopse, mas não acho em lugar algum :/
Um dia eu vejo, com certeza. Teu texto só aumentou minha sangria, haha.
Abraços (: