Ilha do Medo


Ilha do Medo – Quando dois gênios se juntam para fazer algo junto, raramente acontece algo abaixo do esperado. Pelo menos no cinema. Quando um dos nomes é o diretor Scorsese a perfeição chega a 99,9%. Todos os trabalhos que ele fez com Robert De Niro (“Táxi Driver”, entre tantos outros) foram acima da média. Sua parceria com Jack Nicholson (“Os Infiltrados”), também foi um ótimo filme. Atualmente seu ator “predileto” tem sido Leonardo DiCaprio (“O Aviador”), e essa parceria tem funcionado muito bem. Parece casamento com bodas de ouro.

Baseado no livro homônimo de Dennis Lehane (o autor de “Sobre Meninos e Lobos”, outro filme obrigatório), “Ilha do Medo” é uma história de conspiração e paranóia. Não vou dizer que o filme me agradou. Vou gritar que Ilha do Medo é ESPETACULAR. Sei que não foram todos que apreciaram e aprovaram o estilo do longa-metragem. Mas, tenho a mania e o vicio de gostar de filmes que me façam pensar, com roteiros que não digam letra por letra o que terminei de ver. Gosto de roteiros que façam meu cérebro refletir, raciocinar e se angustiar. Tudo isso existe em Ilha do Medo. É uma pena que nem todos gostem disso. Uma boa parte do público prefere películas que não precisem pensar, gostam que tudo chegue mastigado, sem a necessidade de utilizar o massa craniana. Que pena. Que bobagem.

A fotografia é simplesmente genial, transmitindo uma sensação de dor, angústia e sufoco total, como é a intenção da obra. O elenco não é simplesmente limitado a DiCaprio. Temos nomes como Mark Ruffalo (“Os Vigaristas”), Max Von Sydow (“O Exorcista”) e Bem Kingsley (“A Morte e a Donzela”).

Se você gosta de suspense que te deixem perplexos, com o final arrebatador; ou adora filmes que te deixem com olhos arregalados e coração apertado descubra Ilha do Medo e a nova obra-prima de Scorsese.

Sinopse - No ano de 1954, os agentes federais Teddy Daniels e Chuck Aule investigam o desaparecimento de uma interna do Hospital Psiquiátrico Ashecliffe. Ao viajarem para a ilha de Shutter - localizada em Massachusetts - para cuidar do caso, eles encontram uma rebelião de presos, devido a um furacão que se aproxima da ilha, e ficam impossibilitados de sair da ilha.

Filme: 4,5 pipocas

1 pipoca – péssimo

2 pipocas – ruim

3 pipocas – razóavel/regular

4 pipocas – bom

5 pipocas – imperdível

13 comentários:

MOISÉS POETA disse...

amigo , renato !

esse filme eu assisti e adorei.
di caprio tem otima atuação e o roteiro é excelente. é um suspense de tirar o fôlego , dificil imaginar o final ate sabe-lo.

abraços , meu velho !

JhonSiller disse...

Renato eu tambem amei "a ilha do medo". Assisti no cinema e definitivamente é um filme muito inteligente. Adorei cara. As cenas e roteiro muito bm elaborados. É a resolução de um enigma qe esta a nossa frente o tempo todo.

Quareesma disse...

de fato esse filme é excelente *-----------*

não sei se tu já viu ou já comentou aqui, mas outro filme do Leonardo que faz a gente pensar bastante é 'a origem' (:

beijas :*

Renato Hemesath disse...

Oi Renato.

Gostei muito do modo como você colocou: "roteiros que não digam letra por letra", é honesto, a meu ponto de vista, pois é esta inexatidão que nos permite construir.

Ainda não vi "Ilha do Medo", pretendo procurá-lo. E ah, obrigado pelos comentários no Cine Freud.

Um abraço!

Guará Matos disse...

Uma dupla demais essa!
De Niro é F!
Abraços.

Cristiano Contreiras disse...

Indiscutível obra-prima, pelo menos pra mim! Um filme marcante mesmo...e o que falar daquele acorde que insiste na trilha sonora? Dá todo um clima tenso..DiCaprio está soberbo neste!

abraço

Kivia Nascentes disse...

Não assisto quase nada desse tipo de gênero, muitos dos que vi, vi por acaso. Porque outra pessoa estava assistindo e acabei indo no embalo.
Eu nunca fui fã do DiCaprio, mas assim que assisti "diamante de sangue", comecei a gostar dele como ator, acho que foi amadurecendo de forma notável. E depois de "foi apenas um sonho" fiquei admirada.

beijos.

Foose disse...

Um filme com potencial p matar a saudade de filmes classicos! Essa pode ser a melhor definiçao para "Ilha do Medo". O filme tem tudo o que um classico tem: suspense e misterio psicologico, dramas familiares,o ar claustrofobico rodeando os personagens e a musica irritante tocando ao fundo !rsrsrs... Do Começo ao fim um filme muito bem construído. Com interpretações espetaculares de Di caprio , Ben Kingsley, Max von Sydow e Mark Rufalo. O filme convence e surpreende! E mais uma vez,Scorsese nos brindar com este delirio para os olhos! Vale a pena conferir!

Um grande abraço...

Por que você faz poema? disse...

Para mim o problema principal com filmes de suspense, que pretendem surpreender o espectador, é desvendar o "mistério" antes do final - no caso em questão, bem antes do final. DiCaprio não é De Niro, por mais que ele se esforce.

Marcos de Sousa disse...

O filme parece ser excelente.

Gostei bastante do blog. Estou seguindo... Quando puder, me faça uma visita: http://omundosobomeuolhar.blogspot.com

Emmanuela disse...

Renato, eu estou com muita vontade de assistir a este filme, Scorsese para mim é extremamente obrigatório! Se eu não me engano este filme foi lançado em DVD hoje mesmo! Eu adorei seu blog, vou colocar o link lá no cinema pela arte, aguardo sua visita sempre que possível.

Rodolpho Padovani disse...

Cara, valeu pela visita e ao vir retribuir dou de cara com esse blog sobre filmes e eu adoro filmes.
Esse em particular é realmente bem intenso e com um trama de reviravoltas e um final surpreendente.
Vou dar mais uma olhada por aí

Abraços.

Anna Amorim disse...

Adoro cinema, ótimo encontrar você.
Assisti "A ilha do Medo", os personagens tem consistência psicológica incrível. Do começo ao final fui pega apesar dos meus conhecimentos em psicanálise. O final é surpreendente e nos remete ao questionamento da liberdade de escolha.
Freud nos revelou o quanto estamos determinados pelo nosso inconsciente, então a liberdade de escolha é até a página dois, digamos, mas o filme revela mais que isso!

Beijos,