Foi Apenas um Sonho


Foi Apenas um Sonho – Todos nós temos sonhos. Agora como cada um lida com a frustração e a dura realidade do sonho não ser concretizado? Sam Mendes (“Beleza Americana”) toca forte na ferida do sofrimento e apresenta uma bela produção que, se não fez grande sucesso comercial, entretanto me conquistou pela sinceridade em mostrar a verdadeira e difícil parte de um relacionamento.

Esqueçam “Titanic”. Quem quiser ser apresentado a um trabalho em conjunto de Leonardo DiCaprio (“A Origem”) e Kate Winslet (“O Leitor”) conheça “Foi Apenas um Sonho”. Esses dois talentosos atores demonstram em suas carreiras que merecem muito mais respeito do que simplesmente ter feito parte do navio que afundou e que estourou nas bilheterias. O sucesso deles se deve ao enorme talento de ambos.

Tudo nesse filme é intenso, sincero, sofrido e essas são suas principais qualidades. O final, emocionante e que leva as lágrimas, é uma aula, não de cinema, mas, de vida. Conheça “Foi Apenas um Sonho” antes que transforme sua vida em um pesadelo devido a frustrações e péssimas escolhas. Aprenda com o cinema.

Sinopse - April (Kate Winslet) e Frank Wheeler (Leonardo DiCaprio) são um casal jovem que vive no subúrbio de Connecticut com seus dois filhos na década de 1950. A máscara da auto-segurança esconde a enorme frustração que sentem por não serem completos em seu relacionamento ou na carreira. Determinados a conhecerem a si mesmos, eles decidem se mudar para a França. Mas o relacionamento começa a corroer em um ciclo infinito de brigas, ciúmes e recriminações, e a viagem e seus sonhos correm grandes riscos de acabar.

Filme: 5 pipocas

1 pipoca – péssimo

2 pipocas – ruim

3 pipocas – razóavel/regular

4 pipocas – bom

5 pipocas – imperdível

2 comentários:

Cristiano Contreiras disse...

Considero um grande filme, deveria ter sido mais valorizado no Oscar - visto que as atuações e roteiro do filme são perfeitos. É muito denso, triste e até cruel. Mas, é realista. Só Mendes mesmo pra conceber uma direção tão segura. DiCaprio merecia seu oscar aqui. abs

Por que você faz poema? disse...

Um pouco subestimado à época, mas vale a pena.