E.T. O EXTRATERRESTRE




2013 é um ano que promete muito para minha vida, afinal, nascerá meu filho Vitor. Refleti muito sobre qual seria um bom filme para começar meu blog nessa nova etapa de minha existência e ao ganhar de aniversário um boneco de resina do alienígena mais famoso do cinema a dúvida foi embora.
 
 
Ontem ao rever a versão clássica do filme "E. T. O EXTRATERRESTRE" fiquei novamente emocionado, encantado e apaixonado por esse pequeno clássico do cinema. Com um roteiro original, cativante e que nos leva para dentro da história, esse filme é uma ótima união entre magia, fábula e fantasia. Impossível alguém da minha geração não lembrar dos momentos sensíveis que essa produção nos transmite.


Aqui o personagem E.T. tem tanto sentimento ou até mais do que uma criança....ou seja, ele possui vida, alma. Um roteiro doce que faz a tela explodir de tanto mel. E qual o defeito nisso? No mundo insano em que vivemos, acho que isso é sádio e recomendável.
 
 
Elogiar essa obra é muito fácil: além do ótimo roteiro, temos uma trilha sonora inesquecível, elenco de atores (crianças) inspiradissimos e uma ótima fotografia. Isso sem dizer dos momentos marcantes que o filme nos proporciona:
 
- Alguém esquece da cena da bicicleta?
 
- A memória apaga a trilha sonora desse filme de Spielberg?
 
- A participação especial de Mestre Yoda;
 
- Os efeitos especiais, marcantes para a época, ainda hoje são cinematográficos.
 
Resumindo: se você, assim como eu, deseja que seu 2013 seja uma história com emoção, lágrimas e carinho de criança......reassista E.T. O EXTRATERRESTRE.


Esse é um longa-metragem com C de criança, de carinho, de coração.....de cinema.
 
 
O DVD duplo de comemoração dos 20 anos do filme possui extras imperdíveis como:
 
- A premiére do 20º aniversário da obra;
- Som resmaterizado;
- A reunião do elenco e tantos outros aperitivos imperdíveis para os amantes do cinema.
 
 
Dedico esse texto ao amigo Marcos Cutolo que é apaixonado por cinema e que me ensinou que a sétima arte é uma magia que não precisa, nem deve, ser explicada.
 

Sinopse - Henry Thomas é Elliott, um jovem garoto que vive com sua mãe, seu irmão mais velho e sua pequena irmã. Uma noite, quando ele estava no quintal, percebeu que havia alguma coisa estranha acontecendo na garagem. Sua curiosidade proporcionou o que seria a maior aventura de sua vida. Depois do susto do encontro, Elliot começa a fazer contato e leva para dentro de sua casa um extraterrestre que fora deixado para trás por uma missão de exploração mal sucedida. Elliot e seus irmãos tentam ajudar E.T. a voltar para casa, porém enquanto isso, agentes federais estão atrás dos vestígios deixados pela nave onde estava E.T.


Filme: 6 pipocas - obrigatório

1 pipoca - péssimo

2 pipocas - ruim

3 pipocas - razoável/regular

4 pipocas - bom

5 pipocas - ótimo


17 comentários:

Celo Silva disse...

Realmente, ET é um filme obrigatório. Eu tenho esse DVD também, os extras são fabulosos. Grande lembrança desse filme atemporal. Abração!

Fábio Henrique Carmo disse...

Renato, a responsabilidade pela minha cinefilia pode ser atribuída a esse filme. Meu pai me levou ao cinema para vê-lo quando eu tinha uns 5 anos e simplesmente chorei como a criança que eu era. Simplesmente cinema!

Amanda Aouad disse...

Acho que vou seguir seu conselho, hehe, até porque ainda não falei dele no CinePipocaCult. Realmente, E.T. é sempre uma história emocionante, lembranças ótimas de todas as vezes que vi.

Espero que possa mostrar logo a seu filhote e que ele seja tão cinéfilo quanto nós, hehe. :)

bjs

Iza disse...

Este filme é um baita clássico. Gostei demais, mas faz anos que o assisti. Spielberg é um baita diretor, gosto muito do trabalho dele. Amei seu post.
Abraços e bom 2013!!!

P.S: A Drew Barrymore era muito fofa quando pequena.

Marcos Cutolo disse...

Mais um excelente review do Renato!

Antes de mais nada, obrigado pela dedicatória.

Cinema pode sim ser explicado mas definitivamente DEVE ser CURTIDO.

E.T. é um grande filme. Marcou um época(juntamente com Indiana Jones, devolta para o Futuro e etc...) onde o cinema deixou de ser um programa de luxo e se tornou popular.

Ótimo Texto!

Valeu

Abração

Robson Saldanha disse...

Mais obrigatório impossível, Renato! Cresci vendo, revendo e vendo mais uma vez e as novas gerações tem OBRIGAÇÃO de conhecê-lo! Parabéns filho que está por vir! Vou add seu blog nos meus links! Abraço!

Cristian Lisandru disse...

Todos os bons pensamentos no início do ano!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Vi na infância e tocou o meu coração.
Feliz 2013, Renato. E viva o cinema!

O Falcão Maltês

leandroaleixo disse...

Maravilhoso,me lembro muito deste filme..Não vejo a tempoos,mais e sensacional..demais..!!!

Maria Gabriela disse...

Parabéns Renatoooo! O papai 2013!

Gilberto Carlos disse...

Um filme inesquecível. Já vi várias vezes e não me canso. Preferia o Spielberg daquela época. Abraços.

Bússola do Terror disse...

Realmente é um clássico inesquecível. Independente da época em que você tenha visto.

d é h disse...

Este é um dos primeiros filmes que me lembro de ter assistido, assim como muitas pessoas, lembram desse filme com um carinho tremendo.
Um clássico imortalizado!

Abraço!

Rubi disse...

Convenhamos; um clássico inesquecível; vi há muito tempo, preciso rever.

E parabéns Renato!

Emerson Henrique disse...

Esse é clássico dos clássicos!!!

Cara, como consegue levar dois blogs??? Mau dou conta de um!

Abraço!

Gustavo Moraes disse...

Oi
Semana passada eu tive a sorte de ver ET no cinema pela talvez trigésima e tantas vezes. Chorei, emocionado como foi das primeiras vezes aos 7 anos. Fazia meu pai me levar todos os finais de semana daquele ano semanas no shop. Eldorado. Algumas, eu assistia duas sessões seguidas.
O que ainda quero fazer e visitar os locais de filmagem, principalmente a a casa do Elliot. Dai acho que resolvo isso na minha vida.
Abs
Gustavo

Gustavo Moraes disse...

Oi
Semana passada eu tive a sorte de ver ET no cinema pela talvez trigésima e tantas vezes. Chorei, emocionado como foi das primeiras vezes aos 7 anos. Fazia meu pai me levar todos os finais de semana daquele ano semanas no shop. Eldorado. Algumas, eu assistia duas sessões seguidas.
O que ainda quero fazer e visitar os locais de filmagem, principalmente a a casa do Elliot. Dai acho que resolvo isso na minha vida.
Abs
Gustavo